21.6 C
Guarapari
domingo, junho 26, 2022

Jovem que teve barriga cortada no ES ‘quebra o silêncio’ e isenta namorada

O jovem Gabriel Muniz, de 22 anos, falou sobre o caso em que teve a barriga cortada e parte do intestino retirado em uma praia de Guarapari (ES), em janeiro. Neste domingo (1), ele defendeu a namorada, que está sendo acusada de ser autora da agressão.

Lívia Lima Simões Paiva Pedra, de 20 anos, foi denunciada pelo Ministério Público do Espírito Santo em abril, acusada de ter ferido gravemente o rapaz depois de os dois usarem drogas na Praia do Ermitão, que fica fechada à noite, mas que o casal invadiu no dia 16 de janeiro deste ano. Por conta dos ferimentos, Gabriel ficou meses internado em um hospital.

“Gente, é óbvio que minha namorada não tem nada a ver com isso”, afirmou Gabriel, em vídeo postado em seu perfil no Instagram. “Ela, assim como eu, é uma vítima desse acontecimento e fica claro que tinha uma terceira pessoa ali que fez isso com nós dois. A gente foi roubado. isso é óbvio, é um fato, e infelizmente isso parece que não foi nem levado em conta”, disse o jovem, que ainda está namorando com Lívia.

A denúncia do MP foi aceita e a jovem agora é ré na Justiça. A Polícia Civil afirma que as câmeras de segurança na entrada do parque, onde fica a Praia do Ermitão, registram a entrada apenas do casal naquela noite. Na opinião de Gabriel, os investigadores deveriam considerar outras rotas de fuga.

“Lá é um parque aberto, com entradas pela região da mata e das pedras, além de uma portaria, que foi por onde a gente entrou, que conta com duas câmeras que ficam só no início. Estão mostrando nas reportagens que é como se fosse o único acesso, mas não estão levando em conta outras possibilidades, que abrange a que provavelmente a terceira pessoa fugiu”, disse.

“Lá é tão de fácil acesso que, no próprio dia, entrando no morro, demos de cara com três ou quatro pescadores. As pessoas vão lá com liberdade e facilmente quem fez isso fugiu pelas pedras ou pela mata”, completou. Ele ressaltou que a namorada tinha ferimentos nas mãos, como se tivesse se defendido de uma agressão.

Fonte: Yahoo

PUBLICIDADE 1

PUBLICIDADE 2

PUBLICIDADE 3